Viaja dentro de ti, Rumi


Pudesse a árvore vagar e mover-se com pés e asa Não sofreria os golpes do machado Nem a dor de ser cortada

Não errasse o sol toda noite Como poderia ser o mundo Iluminado a cada manhã?

E se a água do mar não subisse ao céu Como cresceriam as plantas regadas pelas chuvas e pelos rios?